Novidades nos apoios OCM – Promoção Países Terceiros

Julho 30, 2013 in Mundo & Fundos

fundos Comunitários : Qren vs OCM

 

Resumimos aqui as alterações mais relevantes na implementação dos apoios Promoção Países Terceiros comparando os concursos anteriores e o que aparece no documento de Linhas orientadoras para o período 2014-2018
Convém contudo destacar que a lógica geral desta medida de apoios não esta alterada, nomeadamente nas tipologias de acções apoiadas e nas taxas (que continuam a ir até 50% para empresas, e até 80% para organizações profissionais e interprofissionais).

Destacamos 3 novidades:

Alargamento dos países prioritários

- 1.ª PRIORIDADE: Angola, Canadá, EUA, Brasil, Rússia, Suíça, Noruega, China (incluindo Macau, Hong Kong e Taiwan), Japão, Singapura
- 2.ª PRIORIDADE: Moçambique, México, Venezuela, Colômbia, Ucrânia, Coreia do Sul

Introdução de uma medição da eficácia custo/beneficio, que resulta num coeficiente multiplicador que pode aumentar em 50% a nota do Mérito do Projeto e que considera os seguintes parâmetros: Indicadores de optimização do investimento, Eficácia do custo por contacto e Retorno do Investimento

Bonus acordados a projectos com caracteristicas consideradas como prioritárias: ser PME, não ter recebido apoios da Promoção Países Terceiros no passado; no caso de já ter recebido apoios deste tipo, visar na nova candidatura mercados que não estavam incluídos nas candidaturas anteriores.

O impacto dos 2 pontos anteriores pode pesar até 60 pontos acima dos 100 pontos do MP calculado seguindo os critérios que vigoravam até agora.

Bookmark and Share

Deixe um Comentário